sábado, 14 de dezembro de 2013

Estabelecimentos de Paris vão receber toldos fotovoltaicos



As calçadas dos estabelecimentos da cidade-luz estão prestes a receber toldos que utilizam os raios solares para gerar energia, a fim de aquecer os clientes no inverno. Reduzindo gastos e diminuindo os impactos no meio ambiente, estes equipamentos inovadores também são capazes de “sugar” a fumaça dos cigarros acesos nos fumódromos de bares, restaurantes e dos tradicionais cafés parisienses.

Em busca de uma alternativa para os convencionais aquecedores a gás, a iniciativa pública da França organizou um concurso internacional para avaliar as soluções mais viáveis para o aquecimento da cidade. O toldo sensível aos raios solares foi apresentado pela empresa norte-americana Amorphica, especializada em design e tecnologias verdes. Leemor Chandally, representante da empresa, disse que o equipamento tem a função de criar espaços interativos e confortáveis em meio às calçadas das cidades.

Sendo assim, além de serem instalados na parte da frente de estabelecimentos como bares, cafés e restaurantes, os toldos de aquecimento também deverão ser colocados nos pontos de ônibus, a fim de tornar mais confortável a espera pelos itinerantes nos dias mais frios do ano. Num primeiro momento, a iniciativa será experimental, e, se os parisienses e os turistas aprovarem a novidade, os toldos fotovoltaicos começarão a ser implantados em maior número na capital francesa.

Os representantes da Amorphica explicaram que o toldo especial é composto por um sensor de movimento e um isolador de espaço, além de painéis solares sensíveis e termodinâmicos. Assim, durante o dia, o equipamento acompanha a trajetória do sol, absorvendo a maior quantidade possível de calor, que, posteriormente, é processado pelos painéis fotovoltaicos, formando o sistema de aquecimento.

A criação dos toldos foi motivada pela aprovação da lei antifumo na França, com o objetivo de oferecer aos fumantes o mesmo conforto térmico que existe nos locais fechados durante o inverno. “No verão não há problemas, mas, com o inverno, é necessário oferecer aquecimento aos clientes”, afirmou ao jornal britânico The Guardian Georges-Etienne Faure, conselheiro de Jean-Louis Missika, vice-presidente da Câmara.

Para mais dicas como esta Curta nossa página:https://www.facebook.com/pages/Plantão-Meio-Ambiente/342532422451651

sábado, 9 de novembro de 2013

O subir da Montanha.


"Quando você sobe a montanha com seu próprio esforço, tem a oportunidade de ir sentindo o ambiente e isso faz aumentar a vontade de chegar ao topo. É como se você estivesse conquistando a montanha e o cume passa a ser a recompensa merecida. Ao chegar lá no topo, você sente o quanto a natureza é bela e forte, e a caminhada faz você se sentir parte dessa força. Ao final do dia, o corpo pode até estar cansado, mas as energias estão certamente renovadas. .." 

(Bianca Galafassi - Professora)

Curta nossa página: https://www.facebook.com/pages/Plantão-Meio-Ambiente/342532422451651



segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Curso Teórico e Prático sobre Técnicas de Levantamento de Fauna para Licenciamento Ambiental


Amigos do Plantão Meio Ambiente, compartilhe e curta a página da SELVAGEM EM FOCO no FACEBOOK e concorra a uma vaga com 1 acompanhante para CURSO TEÓRICO E PRÁTICO SOBRE TÉCNICAS DE LEVANTAMENTO DE FAUNA PARA LICENCIAMENTO AMBIENTAL, dias 22 a 24 de novembro de 2013, na Reserva Ecológica de Guapiaçu-RJ

Página:www.facebook.com/pages/CENTRO-DE-TREINAMENTO-SELVAGEM-EM-FOCO/280506705293950?ref=

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

I Simpósio de Responsabilidade Socioambiental do Jardim Botânico




I Simpósio de Responsabilidade Socioambiental do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.
As inscrições serão através dos emails: jcsilva@jbrj.gov.br; vemonte@jbrj.gov.br; usouza@jbrj.gov.br; carvalho@jbrj.gov.br; alegobato@gmail.com. Enviando o nome completo, endereço, e contatos.

domingo, 29 de setembro de 2013

Manual de Boas Práticas - Aventura Segura da ABETA em PDF


A CAMINHADA é uma atividade prazerosa e que faz muito bem à saúde! É um momento para relaxar, curtir a natureza e a paisagem a sua volta. Para garantir toda segurança durante esse tipo de prática, confira o Manual da ABETAhttp://bit.ly/19GkalB


Fonte: Página da ABETA no Facebook

Vocabulário Ambiental Infantojuvenil está disponível em PDF

Livro

Usando linguagem simples e ilustrado com desenhos feitos por crianças, o Vocabulário Ambiental Infantojuvenil foi pensado para popularizar os termos e conceitos da área para crianças e adolescentes e podem ser usados em sala de aula. O livro não é comercializado e a versão eletrônica está disponível gratuitamente em formato PDF.
A obra de Otávio Borges Maia e Tino Freitas conta com 100 verbetes ilustrados divididos entre 5 grandes temas: biodiversidade, clima, energia, poluição e sustentabilidade. As ilustrações foram feitas por alunos da Escolinha da Criatividade e do Centro Educacional Maria Auxiliadora, ambos da capital, e pelos participantes do Projeto Roedores de Livros, de Ceilândia, no Distrito Federal.
Também há desenhos premiados nos concursos infantis da Fundação SOS Mata Atlântica, da Bayer com o Pnuma (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) e do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Espírito Santo. A resenha do livro foi feita pelo Prof. Mario Sergio Cortella.
Os verbetes ilustradas contêm as definições técnicas e as lúdicas. Por exemplo, a definição técnica de “espécie nativa” é:
“Espécie própria de uma região ou que existe originalmente nela. Por exemplo, a seringueira é nativa do Brasil, mas só da Amazônia. Se plantada em outra região, vira espécie exótica. E o mico-leão-da-cara-dourada? Também é nativo do Brasil, mas só da Mata Atlântica do sul da Bahia, de onde é endêmico”.
Na definição lúdica, a linguaguem é bem mais direta e simples: “Espécie nativa: bicho ou planta que vive naturalmente numa determinada região”.
O Vocabulário Ambiental Infantojuvenil é uma publicação do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict/MCTI), com cooperação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e apoio do Jardim Botânico de Brasília, vinculado à Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Distrito Federal.
A publicação Vocabulário Ambiental Infantojuvenil pode ser baixada online.

Fonte: site Eco 

sábado, 21 de setembro de 2013

domingo, 15 de setembro de 2013

Curso gratuitos onlines na área de Meio Ambiente -Fundação Getúlio Vargas

Boa tarde amigos do Plantão Meio Ambiente, estou hoje aqui para dividir uma descoberta com vcs a Fundação Getúlio Vargas oferece cursos gratuitos pela internet, eu mesma já fiz dois na área de meio ambiente com certificado e tudo, segue o link espero que aproveitem a oportunidade! Beijocas verdes ♥



Link dos cursos: http://www5.fgv.br/fgvonline/Cursos/Gratuitos

Para mais dicas como esta Curta nossa página:https://www.facebook.com/pages/Plantão-Meio-Ambiente/342532422451651

terça-feira, 27 de agosto de 2013

A SUSTENTABILIDADE E O MAGISTRADO



TEMA: A SUSTENTABILIDADE E O MAGISTRADO

PRESIDENTE: DESEMBARGADORA MARIA COLLARES FELIPE DA CONCEIÇÃO

PALESTRANTE: DESEMBARGADOR ELTON MARTINEZ CARVALHO LEME

DATA: 23 DE SETEMBRO DE 2013

HORÁRIO: DAS 15:30H ÀS 18:00H

LOCAL: AUDITÓRIO DESEMBARGADOR PAULO ROBERTO LEITE VENTURA - EMERJ

ENDEREÇO: RUA DOM MANUEL 25 – 1º ANDAR - CENTRO

Pós-Graduação em Engenharia Ambiental



A UNIGRANRIO está com vagas para o Curso de Pós Graduação em Engenharia Ambiental para o segundo semestre de 2013. 
Aproveito para lembrar que o Curso está com desconto de 25% na primeira mensalidade. 
Não perca mais tempo para aumentar ainda mais o seu conhecimento. A primeira turma já é uma realidade, inclusive com alguns projetos acontecendo. 

Junte-se a nós!!!!! 

As Competências Desenvolvidas na Pós
Desenvolver e solucionar questões ambientais associadas aos seguintes temas: Monitoramento e gerenciamento da qualidade da água, do ar e do solo. Saneamento Ambiental: tratamento de água, tratamento de esgotos, resíduos sólidos, drenagem urbana e controle de vetores. Analisar e avaliar os riscos e impactos ambientais. Realizar estudos sobre as novas tecnologias ligadas à Gestão Ambiental, gestão de recursos hídricos e ordenamento de territórios. Elaborar e Coordenar projetos ambientais.

Público Alvo
Profissionais Graduados das diferentes áreas da Engenharia, Ciências Biológicas, Tecnólogos Ambientais, Química ou áreas afins que necessitam ou pretendam aprofundar-se nos assuntos ligados a área de Meio Ambiente

Período de Inscrição:
10/07/2013 a 14/09/2013

Prof André Leone

sábado, 29 de junho de 2013

Abajur personalizado com rolhas


Abajur com rolhas

Quer aprender a fazer um artesanato sustentável usando rolhas? Sabemos que a ideia de guardar as rolhas em potes de vidro todo mundo já conhece, por isso precisamos pensar em algo novo, diferente, e porque não, sustentável? Contando um pouco da história, a rolha é feita de cortiça que é uma madeira, digamos, mais flexível, e é extraída do Sobreiro (árvore da família do Carvalho). O Sobreiro leva muito tempo para produzir a cortiça, que é como uma casca dessa árvore. Após extraída, a árvore leva em torno de 9 a 10 anos para atingir novamente a espessura de casca necessária para extração. Por isso, nada mais interessante do que dar um destino as rolhas que na maioria das vezes temos em casa e estão em desuso. O que estamos esperando para começar? Ao trabalho!

Material necessário

  • Abajur completo (base e cúpula);
  • Cola quente;
  • Rolhas de diferentes tipos e tamanhos.

Como personalizar o abajur com rolhas


Material necessario

1) Para iniciar o trabalho, tire a cúpula da base do abajur. Depois passe um fio de cola quente na extensão da rolha.

Cole as rolhas

2) Rapidamente (não deixe que a cola seque) cole a rolha diretamente na cúpula do abajur. Cole uma do lado da outra, de forma que fiquem todas bem juntinhas.

Veja no detalhe

3) Depois que a primeira fileira na horizontal estiver concluída, inicie a segunda fileira fazendo da mesma forma. Cole rolha por rolha!

Monte o restante

4) Como sabem, a secagem da cola quente é super rápida, portanto, cautela durante sua utilização.

Abajur com rolhas


5) Ao terminar a última fileira, está finalizado o trabalho. Basta encaixar novamente a cúpula do abajur em sua base e decorar seu lar. O abajur fica com design arrojado e sofisticado.
Gostaram da ideia? Basta usar a criatividade e criar outras peças com rolhas como quadros de mensagens para cozinha, porta panelas /copos e uma infinidade de outras coisas!
Crédito das fotos: http://earth911.com/news/2012/08/21/eco-friendly-diy-wine-cork-lampshade/6




quinta-feira, 6 de junho de 2013

Programa Agenda Água na Escola - Evento Dia Mundial do Meio Ambiente






     
     No Dia Mundial do Meio Ambiente, 05 de Junho de 2013 foi realizado o evento do        
Programa Agenda Água na Escola" que contou com a presença do secretário estadual do ambiente, Carlos Minc . Na programação teve a análise de qualidade de água na Lagoa Rodrigues de Freitas realizada pelos Jovens Gestores Ambientais das escolas municipais de Barra Mansa, Teresópolis e Petrópolis juntamente com os técnicos do INEA e feita com os Ecokits do Agenda Água, foram realizadas oficinas de artesanato com materiais recicláveis da equipe de Educação Ambiental da SEA, exposição da UERJ na Espaço das Águas, além de músicas e teatro entre outras atividades interativas. Estiveram presentes também Lara Coutinho superintende de Educação Ambiental da SEA, Lucia Carrera (ASCOM), as coordenadoras regionais Vera Lúcia da RH - Médio Paraíba (NVNV), Gleici Maira da RH - Piabanha (GEMA) e a coordenadora geral do programa, Fátima Casarim, entre outros. Para mais informações visite o site Programa Agenda Água na Escola e Curta   página no Facebook

domingo, 2 de junho de 2013

Entenda melhor a profissão GESTOR AMBIENTAL

Gestor Ambiental - Profissional que trabalha com a gestão ambiental e com a elaboração de projetos de desenvolvimento sustentável


O QUE É?

O gestor ambiental é o profissional que trabalha com a elaboração de projetos de gestão ambiental que visem a preservação do meio ambiente aliada ao progresso, ou seja, é considerado um administrador do meio ambiente. O profissional promove o desenvolvimento sustentável, projetando a exploração natural por meio de técnicas não-poluentes, analisa as condições da região e coordena sua ocupação, tentando ao máximo diminuir os efeitos da poluição e da presença humana. O gestor ambiental também pode participar de projetos de tratamento de dejetos industriais, de armazenamento e de reciclagem do lixo, além de planejar a drenagem da água da chuva. Em lugares já degradados, esse profissional tem o objetivo de tentar recuperar o meio ambiente, e trabalhar junto a educação e conscientização da população.

QUAIS AS CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS?

Para ser um gestor ambiental é necessário que o profissional seja consciente sobre seu papel na sociedade e sobre sua responsabilidade ambiental. Conhecimentos adquiridos durante o curso de física, química e biologia também são imprescindíveis. Outras características interessantes são:
gosto pela natureza
visão de projeto
capacidade de observação
capacidade de organização
dinamismo
responsabilidade
raciocínio rápido
sensibilidade
realismo
determinação
metodologia

QUAL A FORMAÇÃO NECESSÁRIA?

Para ser um gestor ambiental é necessário diploma de graduação ou de tecnologia em gestão ambiental. O curso, pode ter duração de dois ou quatro anos e forma um administrador do meio ambiente completo. Algumas matérias que fazem parte da grade curricular do curso são: ciências da natureza, tratamento e análises de dados, fundamentos da ciência ambiental, sistema planetário, sociedade, meio ambiente e tecnologias, introdução à química, ambiente aquático, ambiente terrestre, biomas brasileiros, ecologia humana, hidrogeologia, entre outras.

PRINCIPAIS ATIVIDADES

elaborar, implementar e manter projetos de gestão ambiental
aprimorar os sistemas de gestão e administração ambiental já existentes
analisar a região e planejar sua ocupação de modo a preservar o meio ambiente
elaborar produtos ou serviços ambientalmente compatíveis a realidade da região
elaborar o aproveitamento das matérias-primas
promover o desenvolvimento sustentável de uma região, planejando a exploração natural de modo a não comprometer o meio ambiente
elaborar projetos de tratamento e eliminação de dejetos industriais
elaborar a eliminação de dejetos sólidos
trabalhar com o armazenamento do lixo e com técnicas de tratamento
trabalhar com a reciclagem e processos de reaproveitamento de materiais
realizar a medição e a avaliação dos resultados dos projetos implementados
elaborar projetos de recuperação e manutenção de áreas degradadas
elaborar projetos de drenagem da água da chuva
trabalhar com a educação ambiental e com a conscientização da população nesse sentido
incentivar o investimento no setor ambiental
desenvolver projetos que promovam a

ÁREAS DE ATUAÇÃO E ESPECIALIDADES

educação: trabalhando com a educação e conscientização da população em escolas e comunidades, mostrando para a sociedade que o desenvolvimento pode ser aliado à preservação da natureza. A sustentabilidade de economia é imprescindível para que os processos de extração naturais continuem
extração natural: trabalha junto a processos de retirada de recursos naturais, implantando projetos e técnicas que visem a preservação ambiental e utilizem a matéria-prima da maneira mais consciente possível. Nesse setor, pode trabalhar com empresas públicas ou privadas, promovendo sempre a sustentabilidade das atividades exercidas
projetos de gestão e ocupação: trabalha com a análise de uma região e com a elaboração de projetos de ocupação na tentativa de reduzir os danos ambientais
fiscalização: trabalha na fiscalização do cumprimento das normas ambientais, e na manutenção de projetos de administração ambiental existentes
reversão de danos: trabalha em projetos de reversão dos danos causados e de revitalização do meio ambiente, como despoluição de rios e solos, etc
obras: trabalha no acompanhamento de grandes obras o no planejamento de projetos de diminuição dos danos causados por elas, estabelecendo o local mais adequado e as técnicas que devem ser utilizadas. Esses projetos podem ser de ordem pública ou privada, como por exemplo: projetos de construção de hidrelétricas, de transposição de rios, de construção de industrias, de sistemas de drenagem e irrigação, entre outros.

MERCADO DE TRABALHO

O mercado de trabalho para o profissional dessa área é amplo, principalmente agora, com a preocupação ambiental em primeiro plano, pois a humanidade está tomando a consciência de que a sobrevivência depende de cuidados tomados em relação a isso. Apesar de tudo, o setor ainda deveria ser mais incentivado, pois ainda há muito que fazer nesse sentido. Empresas públicas e privadas investem em projetos de gestão ambiental e de preservação natural, embora ainda não seja o bastante. Os profissionais dessa área são muito requisitados, tanto no setor privado quanto no setor público. ONGS (Organizações não-governamentais) ligadas ao meio ambiente também empregam profissionais da área.

CURIOSIDADES

A Revolução Neolítica foi o processo de passagem do Paleolítico (pedra lascada) para o Neolítico (pedra polida). No Paleolítico o homem era fundamentalmente coletor, nômade e não tinha conhecimentos sobre as técnicas de agricultura. A partir da Revolução Neolítica, há cerca de 10 mil anos atrás, o homem se tornou sedentário, pois inventou técnicas que o permitiam se fixar em um só lugar e não precisar ir atrás de comida. A evolução dessas técnicas caracteriza a agricultura como é conhecida hoje. A partir desse processo, a preocupação com a utilização dos recursos naturais surgiu, embora durante muito tempo tenha sido deixada em segundo plano. Atualmente, na tentativa de frear o aquecimento global e preservar o meio ambiente, as preocupações a tanto esquecidas voltaram a tona, embora tardiamente. O gestor ambiental é um profissional imprescindível nesse processo de controle dos danos e reversão da degradação ambiental.

Fonte: LINK-  site Brasil Profissões

sábado, 1 de junho de 2013

Vídeo MAN - Para Refletirmos!!

Cursos Presenciais Edutech Ambiental

Análise de Riscos Industriais
Carga horária: 16h 
 Arqueologia Preventiva e
Licenciamento Ambiental

Carga horária: 16h 
 Atmosferas Explosivas
Carga horária: 16h 
Auditor Líder de SGICarga horária: 24h
 Auditor Líder ISO 14001
Carga horária: 40h
Avaliação de Risco
Carga horária: 24h, sendo 8h em EAD
Caracterização da Vegetação
para Licenciamento Ambiental
Carga horária: 32h
Combustão Industrial
Carga horária: 16h
Comunicação AmbientalCarga horária: 16hConstruções SustentáveisCarga horária: 16h
Desenvolvimento Sustententável
Uma abordagem geral

Carga horária: 16h
Eco Avaliação – Auditoria Interna Comportamental e de instalação
Carga horária: 16h
Diagnóstico e Controle de Emissôes Atmosféricas
Carga horária: 16h
Due Diligence
Carga horária: 16h
Educação Ambiental
Indisponível. 
Energias Renováveis
Carga horária: 16h
Gestão de Crises e Riscos Ambientais
Carga horária: 16g
Gestão de Água e Efluentes Líquidos em Ambiente
Carga horária: 16h
Gestão de Resíduos Sólidos
Carga horária: 24h
 GeologiaCarga horaria: 24h
Interpretação Normativa para SGI Sistema de Gestão Integrado
Carga horária: 24h
Legislação Ambiental
Carga horária: 16h
Licenciamento e Regulamentação Ambiental
Carga horária: 32h e 36h
Modelagem de Plumas
Carga horária: 12h, sendo 4h em EAD
Modflow
Carga horária: 40h, sendo 8h em EAD
Mudanças Climáticas
Carga horária: 16h
Negócios Sustentáveis
Carga horária: 8h
NR10 Básico - Reciclagem
Carga horária: 16h
Novo Código Florestal Brasileiro
Mudanças e Aplicações

Carga horária: 16h
NR10 - 40h
Carga horária: 40h
NR12 - Segurança para Máquinas e Equipamentos
Carga horária: 16h
NR20–Curso Básico
Carga horária: 8h
NR20-Curso Intermediário
Carga horária: 16h
 NR35 - Trabalho em Altura
Carga horária: 8h
Operação de ETE - Processo Biológico
Carga horária: 16h
Operação de ETE – Processo Físico Químico
Carga horária: 16h
Perícia Ambiental
Carga horária: 32h e 36h
Práticas de Sustentabilidade Voltada para Indústria
Carga horária: 16h
Plano de Emergência Individual
Carga horária: 16h
Qualificação e Monitoramento de Prestador de Serviço Ambiental
Carga horária: 8h
Remediação Ambiental
Carga horária: 42h, sendo 8h em EAD
Risco Socioambiental na Concessão de Financiamento
Carga horária: 16h
Responsabilidades Legais Ambientais do Admistrador
Carga horária: 
Sistema de Gestão
Carga horária: 24h
  Transporte Rodoviário de Produtos Perigosos
Carga horária: 16h
 Tratamento de Efluentes Industriais
Carga horária: 16h 





Para se inscrever, basta solicitar sua ficha de inscrição através do e-mail edutech@edutechambiental.com.br.
e para saber mais sobre os cursos ou fazer a inscrição basta clicar no curso desejado e irá direto ao site de origem.

Link da fonte:  Edutech Ambiental