terça-feira, 2 de agosto de 2011

Tubarões-baleia fazem parada estratégica em arquipélago brasileiro

Considerados como vulneráveis pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), os tubarões-baleia usam o Arquipélago de São Pedro e São Paulo, no meio do Atlântico, como parada estratégica durante a viagem que fazem até a costa oeste do continente americano. A descoberta foi feita por um estudo do departamento de pesca e aquicultura da Universidade Federal Rural de Pernambuco (DEPAq/UFRPE), que também levantou a época preferida da passagem dos peixes pelo local: entre fevereiro e junho.
'É o período em que existe abundância de peixes voadores nas imediações do arquipélago, e eles são a base da cadeia alimentar do tubarão-baleia', afirma o pesquisador e responsável técnico pelo projeto, Fábio Hazin.
A sistematização de informação sobre a espécie começou em 2004, quando foi criado o projeto Tubarão-Baleia. Entre 2008 e 2010 três tubarões foram monitorados via satélite, com apoio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, o que possibilitou investigar a utilização do Arquipélago pela espécie e o movimento migratório pelo Atlântico equatorial. Alguns dados colhidos impressionaram os pesquisadores.
'Durante a pesquisa, verificamos um tubarão-baleia que alcançou a incrível marca de 1.976 metros de profundidade. Foi o mergulho mais profundo registrado para a espécie até então', explica Hazin.
O Arquipélago pertence ao estado de Pernambuco e está 1.010 quilômetros distante do porto brasileiro mais próximo, no Rio Grande do Norte.
Estudos realizados em outros locais do mundo estimaram que o Rhincodon typus, nome científico do tubarão-baleia, pode viver entre 70 e 100 anos. A captura de uma única fêmea prenhe na Ilha de Formosa, em Taiwan, confirmou que a espécie é ovovivípara (animais cujo embrião se desenvolve dentro de um ovo alojado dentro do corpo da mãe) e pode dar à luz até 300 filhotes, que já nascem com comprimento entre 55 e 63 centímetros. O tubarão-baleia se reproduz sexuadamente e atinge a maturidade sexual entre 8 e 9 metros de comprimento, o equivalente a aproximadamente 30 anos de idade.

Sem comentários:

Enviar um comentário