segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Tubalha- Um Contrassenso em Fernand de Noronha




 
 O Arquipélago de Fernando de Noronha é uma região epecial , um paraíso brasileiro com on título de Patrimônio Mundial Natural concedido pela UNESCO. Dividido em duas unidades de conservação  , um Parque Nacional Marinho e uma Área e Proteção Ambiental , Fernando de Noronha éum dos poucos lugares no Brasil onde todos os turistas pagam uma Taxa de Preservação Ambietal , tudo isso para assegurar a proteção e preservaçãodas espécies vegetais e animais , terrestres e marinhas . E , obiviamente , os tubarões estão entre esses animais marinhos mais famosos e requisitados  de Noronha.
     Tendo isso em mente, é possível , entre diversas outras atrações da ilha  , passear de lancha com o fundo transparente  ou ser rebocado com o planasub , com o objetivo de ver tubarões , e assistir  palestras  educativas  sobre esses curiosos animais . Além de disso , pode-se conhecer o Museu  do Tubarão , que apresenta suas estruturas , hábitos e características e está localizado em uma enseada onde pequenos tubarões podem ser observados em horários de maré cheia .Para comentar complementar o passeio , uma lojinha  vende suvenires onde o tema principal  não poderia ser outro senão o tubarão . Tudo muito interssante e operado pelo mesmogrupo responsável pelo restaurante (ao lado do museu) cuja especialidade é o Tubacalhau , um bolinho de carne de tubarão salgada. O cardápio traz também  a Tubalhoada e Tuba Burger .
  Ainda que eles aleguem que a carne do tubarão venha de fora da ilha, apesar da grande placa que anuncia o tubalhau como sendo o "bacalhau" de Fernando de Noronha dizer o contrário :
_ "pescado e processado artesanalmente em Fernando de Noronha"_, é um enorme contrassenso. As mesmas pessoas que proporcionam e incentivam o conhecimento e desmitificação dos tubarões, e que tocam operações dependentes de sua existência (e sobrevivência), são as mesmas que proporcianam e incentivam o consumo dos tubarões.
  É importante esclarecer qu não há proibição legal para pescar e consumir tubarões .E a questão aqui tratada não é sobre posicionamento a favor ou contra .A quesão sobre oportunismo . As operações de esclaricimento e aproximação do tubarões , que deveriam objetivar sua proteção e conservação nas águas de Fernando de Noronha , nada mais do que chamarizes que conluem para um negócio que tem nos consumidores desavisados seu grande público.

Por Marcelo Szpilman
Matéria retirada da revista informativo iEA(instituto ecológico Aqualung)


Sem comentários:

Enviar um comentário